A prisão Emocional da Zona de Conforto: Uma Guerra Interna

Muito se fala sobre a zona de conforto, mas afinal o que é essa tal zona de conforto?

Zona de conforto são atitudes, comportamentos, pensamentos repetitivos que uma pessoa tem e não ocasionam nenhuma espécie de desconforto, medo, ansiedade ou qualquer tipo de risco. Portanto, proporcionando sentimentos de segurança e acomodação.

Quando as pessoas encontram-se na zona de conforto, tornam-se “contaminadas” pela suposta segurança que a zona traz e tem continuamente as mesmas ações e pensamentos, originando comportamentos inalteráveis, no entanto, restritos.

Tornar-se um prisioneiro de si mesmo e da rotina de ações é estar na zona de conforto, pois esta prisão emocional criada para nos proteger de frustrações, medos e ansiedades ou qualquer tipo de risco ao nosso suposto “controle de tudo”, nos acomoda em nossa vida diária com rotinas predefinidas e sentimentos de que tudo está dentro da normalidade.

É no apego ao conhecido que reside a prisão confortável. Com medo de se desapegar do péssimo emprego, de relacionamentos ruins e da vida sem graça, uma pessoa continua “confortável” dentro do próprio desconforto.

No entanto, devemos ou não sair da zona de conforto?

medo
zona de conforto

 

O limite da zona de conforto constitui uma limitação psicológica que nos impossibilita de enfrentar desafios e ter mais qualidade de vida. Parece que temos uma voz falando aos nossos ouvidos: “Você não é capaz… É difícil demais… É complicado… Você não precisa se arriscar…”.

Retirar-se da zona de conforto nos possibilita alcançar coisas espantosas. É possível estar totalmente alegre com o trabalho, saúde, relacionamentos, amigos e com a própria vida.

 

Estes são alguns resultados ao sair da sua zona de conforto:

Satisfação pessoal;

Melhora na qualidade de vida;

Superação dos seus limites;

Desenvolvimento das suas habilidades;

Trabalho prazeroso;

Ampliação da sua maneira de ver o mundo.

POSSO SAIR DA ZONA DE CONFORTO?

Claro! O primeiro passo para sair da zona de conforto é fazer uma avaliação da sua vida. Você está contente com sua vida neste momento? Existe disposição para melhorar algo? Surge à sua mente algo que você não faz, mas adoraria fazer?

Ao reconhecer quais comportamentos produzem desconforto em você e o que você adoraria alcançar na sua vida, o próximo passo é agir. Há um universo repleto de possibilidades muito além do que você reconhece.

Ao sair da zona de conforto, você conhecerá um sentimento de realização que irá aumentar sua autoconfiança e autoestima e possibilitará utilizar toda a sua potencialidade para obter o sucesso que você procura em sua vida e a felicidade que tanto procuramos.